TRT da Bahia adotará o Zoom como plataforma de videoconferência

O Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT5-BA) adotará o aplicativo Zoom para a realização de audiências e sessões de julgamento por videoconferência. A ferramenta foi instituída pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) por meio do Ato Conjunto TST.CSJT.GP nº 54/2020 como plataforma oficial, e valerá para todos os TRTs, que terão até o dia 30 de abril para se ajustarem. No TRT baiano, a ferramenta substituirá o Google Meet, que vem sendo utilizado desde o início do trabalho remoto por conta da pandemia da covid-19.

Para que a transição de uma ferramenta para outra ocorra de forma segura e tranquila, a presidente do TRT5-BA, desembargadora Dalila Andrade, deu ciência da mudança à Corregedoria Regional, à Secretaria- Geral Judiciária e ao Comitê de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação. Este último adotará as providências necessárias e coordenará o trabalho das unidades judiciárias e administrativas para a substituição das plataformas e continuidade da prestação jurisdicional, sem interrupções aos usuários e público externo.

PLATAFORMA ZOOM - O Zoom Cloud Meetings é um aplicativo de videoconferência criado pela startup Zoom Video Communications e pode ser utilizado em celulares, tablets, computadores de mesa e notebooks. De acordo com o CSJT, a mudança de plataforma levou em consideração, dentre outros motivos, o fim da parceria entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a empresa de tecnologia Cisco Webex, prevista para o próximo dia 30 de janeiro, e a necessidade de disponibilização de uma nova solução tecnológica para a realização de atos processuais por meio de videoconferência.

Secom TRT5 (Lázaro Britto com informações do CSJT) - 19/1/2021