Comitê Gestor e instrutores do PJe comemoram resultados da simulação

 Secom TRT5

Os servidores que atuaram na etapa de simulação de funcionamento do Processo Judicial Eletrônico (PJe) nas Varas da Capital participaram, na tarde da última sexta-feira (19), de um lanche preparado pela equipe do Comitê Gestor do PJe para celebrar os resultados do trabalho. Em cinco dias, eles auxiliaram cerca de 260 servidores das 1ª a 20ª Varas a simularem funcionalidades práticas do sistema, que a partir do próximo dia 5 de agosto passa a operar em toda a Justiça do Trabalho de Salvador. 

''Quero agradecer o empenho e a dedicação de todos vocês pelo excelente trabalho realizado, em especial dos servidores que já trabalham com o PJe, que bem sabem das dificuldades. Saibam que sem o apoio de vocês nada seria possível'', afirmou a desembargadora, que classifica o trabalho de simulação como o ''diferencial da 5ª Região''. O TRT da Bahia, segundo a magistrada, é o único do Brasil que, nas ações de treinamento para o sistema, dedica uma semana exclusiva para as simulações de funcionamento.

Para a gestora do projeto e diretora da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações (Setic), Cláudia Jorge, a interação entre servidores do interior e da capital no treinamento para o PJe está resultando em um ganho adicional para todo o Tribunal. ''Tais ações possibilitam uma troca de experiências tão enriquecedora que, de outra forma, talvez não tivéssemos oportunidade de realizar'', afirmou, pois além de contribuir com a implantação do sistema, esse convívio está ajudando a desmistificar conceitos equivocados em relação à realidade de trabalho de cada um.

 Secom TRT5

Participaram da confraternização, além dos simuladores, servidores da Setic, do Grupo de Trabalho e Negócios do PJe e da Coordenação Judiciária de 1ª Instância

SIMULAÇÕES - Segundo o chefe do Núcleo de Suporte Operacional  do PJe (Nusop), Orocil Júnior, que assessorou de perto o trabalho dos simuladores, tudo transcorreu dentro da normalidade esperada. ''Todo o roteiro de tarefas previstas foi cumprido pelas Varas, inclusive em relação à simulação de audiências'', afirmou Orocil, que ouviu bons relatos de muitos diretores de secretarias e avaliou como ''extremamente positiva esta etapa decisiva de simulações''. ''Houve algumas dificuldades operacionais no primeiro dia, mas que foram prontamente resolvidas pelo suporte técnico da Setic, a quem sou muito grato'', registrou.  

Nas próximas duas semanas, todo o processo de treinamento (curso + simulações) será realizado também nas 21ª a 39ª de Salvador, que suspendem o expediente a partir desta segunda-feira (22), em conformidade com o Provimento Conjunto GP/CR nº 01/2013, que regulamenta a instalação do PJe nas Varas da Capital. Apenas atos urgentes e liberação de pagamentos serão mantidos durante o período nessas unidades. Por conta da suspensão, a Secretaria da Coordenação Judiciária de 1ª Instância reitera o lembrete a todos os advogados que não deve haver pedidos de carga online para essas varas nesse período.

Vale ressaltar também que no período da suspensão, de 22 a 26/7 serão realizados cursos de capacitação de magistrados e servidores e, de 29/7 a 2/8, simulações do funcionamento do sistema. Neste período, as Varas que voltam a funcionar (da 1ª a 20ª), entre outras diversas atividades, darão seguimento aos processos físicos recebidos durante o período em que ficaram com o expediente suspenso.

Secom TRT5 (Lázaro Britto) - 22/07/2013